Uma história Africana

Post comemorativo... 20.000 acessos!
Obrigado por vc tb fazer parte deste blog!
Início em 8/9/10... q data interessante!______________________________________________________

Mulher atravessa a ponte Samora Machel - Tete
Detalhe para a forma como ela transporta o bebê...

Estou morando sozinho em Maputo - Moçambique e minha família só virá pra cá em alguns meses. Tudo planejado, não é? Mas quem consegue planejar o coração? ...

A vida de "solteiro" é complicada, porém sou obrigado a aproveitar as vantagens. Por exemplo, a mesa do computador eu já coloquei no quarto do casal. Minha mulher xiou...

- Vc tá louco! Pode por de volta no escritório!

Dei uma risada sarcástica e disse em tom grosso e alto:

- Aki quem manda sou eu! - E dei risada pra caralho...

Claro... 8.000 Km de distância... eu tenho que aproveitar a oportunidade de mandar um pouquinho. Tudo bem q na sequência, e após parar de rir, eu já emendei com tom romântico e uma voz de Barry White (clique para ouvir)...

- Calma amor... eu arrumo tudo antes de vc chegar... - Sou meio louco, mas não sou trouxa.

... tá, mas eu quero escrever hj sobre algo que me aconteceu qdo voltava para casa há alguns dias. Como moro sozinho eu não janto. Acho q é por preguiça de lavar a louça ou mesmo de fazer a gororoba.

- Alexandre, vc tem que fazer compras! - Disse minha mulher super preocupada.

E lá fui eu comprar os produtos de limpeza pra nova empregada usar no dia seguinte. Andei apenas 2 corredores do supermercado e me senti um inútil.

Que porra se usa pra limpar a casa? Pra tomar banho eu sei q é sabão de coco! Rsrsrsr

Não me apavorei e pedi apoio a uma das atendentes q papeava entre os corredores do local. Tarefa cumprida. Rsrsrs

Por outro lado não tive apoio no kit alimentação. Trouxe nas sacolas... 2 rocamboles, 1 sopão, 1 halls cereja (!!!) e... 1 baygon? Cara como sou sem noção! Hahahah

Outro dia jantei 1 mamão e 4 bananas... e enquando escrevo este texto tem mais duas me olhando. Depois mato outras 3 laranjas e um copo de Pepsi e vou dormir... na boa. Assim consigo acabar com toda a comida da casa e vou viajar sossegado pra algum lugar de Moçambique. Perceberam... acabei com toda a comida da casa! Minha mulher fica indignada. Claro q ela esta proibida de contar pra minha mãe... é capaz da velhinha vir aki só pra me dar uns cascudos! Rsrsrsr

Homem é uma desgraça. Já estou preocupado pq terei que lavar 01 prato, uma faca, uma colher e um copo q foram utilizados na "refeição"... ah... ainda tenho q recolher o "lixo" amanhã de manhã. Desculpe, mas prefiro uma jornada de trabalho.

Bom.. a verdade é que no caminho de casa existem 1 ou 2 bancas de frutas... bem... não imaginem estas q vcs veem em SP... ou pelo Brasil. Imaginem algo simples, bem mais simples... e com frutas bem mais simples tb.

Encostei o carro e uma humilde senhora se aproximou rapidamente para atender-me... tipo Drive-Thru.

- Boa noite patrão!

- Pode deixar... vou descer do carro para escolher as frutas.- Respondi com um tom amistoso.

Na banca, que era na verdade um plástico preto estendido no chão com algumas frutas em cima, existiam bananas, mamão, goiabas e uma espécie de laranja gigante q ela disse o nome, mas eu não entendi. Tudo muito simples, veja bem.

Uma das Bancas de Frutas perto de casa...
 
Pedi 5 bananas, 3 laranjas (Das gigantes), e 1 mamão... que no Brasil sairia por... sei lá... entre R$ 5 e 10... dependendo da região. Conheço lugares q sairia por quinzão.

- São 40 meticais patrão - Disse-me aquela senhora. (R$ 2,00)

Veja bem... não gosto q me chamem de patrão... é submisso demais, não fui criado assim... machuca... só q aki não adianta. É assim. Sempre tento, porém continua.

... abri a carteira e vi somente notas de MTZ 200,00. Naquele momento percebi q a senhora jamais teria o troco para aquela nota, aliás, acho que o troco, se existisse, seria toda a renda daquele dia.

Olhei então para aquelas 3 crianças curiosas que acompanhavam a senhora na beirada escura da estrada e entreguei-lhe a nota... ela olhou o dinheiro... colocou na luz para confirmar o valor e arregalou os olhos como se pensasse... e agora... não vou poder vender pq não tenho troco.

- Pode ficar... está certo. - Dei um tchau bem brasileiro, entrei no carro e saí sob o olhar atônito daquela humilde senhora negra e do sorriso espantado daquelas 3 crianças sob sua guarda. Acho q até agora ela esta pensando q me enganei com as notas.

Não me dei conta, mas tudo aquilo foi me tocar apenas qdo parei o carro em frente ao portão de casa. Olhei o lugar onde moro... o condomínio... o jardim e enquanto abria o portão comecei a chorar.

Foi uma mistura de sentimentos... saudade da minha mulher... do meu gordinho... de onde eu cheguei... do que já conquistei e... acima de tudo de onde vim. Não passei pela dificuldade q aquelas crianças passam hj, ou pelo q poderão passar neste futuro tão presente pra eles..., mas minha infância tb foi difícil e minha família passou muito aperto... hj tenho muito orgulho dos meus pais. Imaginei como os pais daquelas crianças se sentem qdo o dinheiro não entra.

Eles não vão ficar chateados pq não comprarão uma calça nova ou um video game e sim pq não terão o alimento para aquela noite. Coloquei-me no lugar deles e lembrei qtas vezes meu pai engoliu o orgulho e disse com um nó na garganta... "não tenho dinheiro pra comprar isto filho", ou "hj é só q temos pra comer em casa". Como me sentiria se tivesse que dizer ao meu filho "hj vc não vai comer"... chorei... e choro agora enquanto escrevo.

Garotos moradores de Capanga (Vila)
Tete - Moçambique
E conhecendo, ainda que pouco, a realidade de muitos aki... sei q aquele dinheiro, q pra mim não faz diferença... poderá ajudar aquela anciã no sustento da família. E nem acho que era tão senhora assim, mas tenho certeza q a dureza de sua vida lhe tirou tantos anos quanto alegrias.

A vida é dura... e não é só pra quem é mole!
Capanga, Tete - Moçambique
Abraço



8 comentários:

Erika disse...

PQP Mosca...vc me fez chorar...sacanagem...rsrsrs...eu sempre te avisei.....vc merece essa chuva de bençãos.....
Sandrinha...agora vc já sabe..quando o Mosca tiver fazendo mal criação....vc deve manda-lo a pelo menos 8.000 km de distância....kkkk
Bjs gentemmmm

Alexandre Moscone disse...

Rsrsrsrs Desculpe Erikita, mas este é o melhor presente q alguém q escreve pode ter: a emoção do leitor. Vc tem q ficar quietinha, afinal foi idéia sua q eu criasse o blog! hahahah A Sandra tb se emocionou... e eu pude ver a mudança na reação dela on-line pelo skype enquanto lia o post. Foi muito louco... de alegria e risadas ela foi ficando séria e começou a chorar.

Serah q to melhorando? rsrsrs Bjo pra vc, sol da minha vida! hahahah

Merilene disse...

Parabéns!
A História nos faz viajar pelo tempo e estar naquele momento vendo a cena passar pela nossa frente...
Muitos têm e não dão valor e há os que gostariam apenas do pouco quando não se tem nada...
Abçs..

Alexandre Moscone disse...

Valeu pelo apoio... escrever é legal, mas qdo vc desanima é a galera que empurra a gente pra frente. Muito obrigado.

Abraço e Bjo! rsrsrs

Anônimo disse...

Nossaaaaaaaaaaaaaaaaaa..... Amei ler isso,, vc aprendeu pois passou por isso,, e eu estou aprendendo tbm..... assim damos mais valor a tudo que temos....bjos Ellamaria

Alexandre Moscone disse...

Ellalela! rsrsr valeu!!! Será q to aprendendo a escrever? rsrsr

Este post não conta... foi puro sentimento no texto. Assim fica fácil.

Bjo

Anônimo disse...

Também tenho muitos desses momentos de reflexäo aqui em Viena. Mas olha que engracado, vivemos situacoes opostas. Enquanto vc vê ai a pobreza e a marca da vida dura na cara das pessoas, aqui eu vejo pessoas que moram num País rico, que tem tudo, absolutamente tudo pra ser feliz, mas vivem reclamando de tudo. As vezes a vida é injusta. Bjs da realeza. Luzia

Anônimo disse...

Moscone disse: Adoro seus comentários no face! Muito bons! rsrsrs

Conheço um monte de gente q reclama de barriga cheia... no Brasil e aki.

Mas convenhamos... tem muita gente vagabunda tb... e por estes eu não abriria mão de nada! hahaha

Logo... fica difícil separar o joio do trigo, né? Só q por aki... existe muito mais trigos com fome do q no Brasil.

Abraço

Postar um comentário